VIDAS

O OLHAR DAS CRIANÇAS BRASILEIRAS COM A MUDANÇA DE VIDA PARA PORTUGAL.

18/03/2018 1
O olhar das crianças brasileiras com a mudança de vida para Portugal.

O tema que trazemos hoje é muito importante para os pais brasileiros que estão com seus filhos vivendo em Portugal e para os que estão a preparar a mudança para terras lusitanas.

O programa “Chá e Prosa” conversou com duas crianças; Tiago e Eduarda, e com a adolescente, Giovana, para conhecer suas histórias e perceber a visão que elas têm dessa mudança de vida - já que deixaram para trás uma rotina, escolas, amigos e parentes. 

Alexandra Gomide, que apresenta o “Chá e Prosa”, gravado no estúdio M&B, é a nova parceira do Jornal Vidas Lá Fora e será o nosso olhar em Braga, de onde trará entrevistas interessantes para a comunidade brasileira em Portugal. A afinidade do Chá e Prosa e o Jornal Vidas Lá Fora tem em comum objetivo informar e conscientizar gratuitamente e não vendemos assessoria de como viver em Portugal. 

Assista à íntegra da entrevista, se inscreva no canal “Olhar Brasileiro em Portugal” e esteja atento às novidades dessa parceria, que serão muito úteis. 

 

Foto: Márcia Rocha

 

 



08/05/2018 4

Herminda Pereira Lima, gerente executiva da Santa Claus Audiovisuais, conta-nos como foi a mudança com a família para Portugal, há 24 anos.


SOBRE

Andrea Duarte
Andrea Duarte

Jornalista há 20 anos, no início da carreira foi repórter noticiarista no SBT (Sistema Brasileiro de Televisão), em seguida trabalhou na Assessoria de Imprensa na Assembleia Legislativa do Estado de SP  e na Câmara dos Deputados, em Brasília.
Acumulou funções como editora/apresentadora e correspondente internacional.
Luso-brasileira (paulistana), vive em Lisboa há dez anos. Desenvolve projetos na área de Comunicação, produz reportagens, investe em outros setores, é editora do Jornal Vidas Lá Fora, mantem um público ativo com 14mil seguidores no Instagram @eu_andreaduarte, onde partilha momentos, lugares e os principais acontecimentos luso-brasileiros. Em 2017 fundou a AMEE - Associação das Mulheres Empreendedoras no Exterior com um seleto número de 1500 associadas.


​* Bacharel em Comunicação Social (FIAM), Pós-Graduada em Administração e Marketing pela (FMU) e Mestre em Ciência da Comunicação pela Universidade Lusófona, em Lisboa.


4 COMENTÁRIOS

  • Carolina Monteiro

    18/03/2018

    É muito bom ouvir as crianças. Quando mudei para Faro meu filho veio com 12 anos e não foi muito fácil a adaptação por causa das saudades que ele tinha dos amigos do condomínio, onde vivíamos em Campinas, no interior de São Paulo. Mas passado seis anos eu vejo o quanto essa mudança proporcionou oportunidades na vida dele. Parabéns a todos pela partilha dessas informações.

  • Mario Santana.

    18/03/2018

    Que coisa boa ouvir esses meninos falarem o que realmente sentem com essa mudança de país e de vida. Estamos nos preparando para mudar de Brasília para o Porto no fim do ano. Falamos para os filhos de 13 e 15 que no início nem tudo será uma maravilha, mas que vai valer a pena pelas oportunidades que terão e a tranquilidade em relação a segurança. Vi na entrevista que até as crianças falam dessa tranquilidade de se andar nas ruas. Já acompanho este Jornal e agora também o Canal da Alexandra.

  • Antonela Rodrigues

    19/03/2018

    É impressionante ver as nossas crianças tão assustadas com o Brasil até para virem passear. Pode ser que elas ouvem os pais falarem dos perigos. Vivo no interior paulista e não é para ter tanto medo assim, minha filha vive no Minho, ja fronteira com a Espanha e realmente ela comenta que é muito mais seguro e que não se adapta mais viver aqui, mas não vamos assustar as crianças dessa maneira.

  • Karina Barbosa

    20/03/2018

    Muito bom conhecer a opinião das crianças e adolescentes. Quando eu vim há 12 anos com meus filhos não havia tantas informações como hoje.


DEIXE SEU COMENTÁRIO